Textos

Um bom conselho
Assim que entrei na idade adulta, passei por uma fase muito difícil, cheia de contestações e de incertezas. Sentia um enorme vazio existencial. Sentia-me sufocada e decepcionada com meu namorado na época. Era algo muito difícil de explicar para alguém, pois ele era uma pessoa que aparentemente, sempre agia de maneira correta, mas para mim, parecia que tudo estava errado, como se ele não fosse aquilo que eu desejava ou esperava.

Foi aí que tive uma brilhante idéia e após conseguir driblar a enorme concorrência, consegui uma audiência com o Monsenhor da minha cidade. E numa conversa de meia hora este homem me deu dois conselhos que modificaram para sempre minha maneira de enxergar as outras pessoas.

Depois de ouvir minhas queixas ele disse:

- Minha filha, eu vou te dar dois pequenos conselhos, então escute e eu espero que você os entenda: Primeiro aprenda que uma pessoa egoísta quando se torna adulta, não há mais nada que os outros possam fazer por ela, a não ser deixa-la em paz em seu pequeno universo e manter distancia segura. Relacionar-se com um indivíduo egoísta é como cometer suicídio lentamente. Segundo que vocês mulheres têm uma mania besta de construir a imagem de um príncipe encantado e ficam esperando ele aparecer. Como ninguém nesse mundo é personagem de conto de fadas, vocês acabam projetando esse homem ideal no primeiro imbecil medíocre que lhes cruza o caminho. Portanto, abra os olhos e tenha senso de realidade para poder viver melhor a vida. Bem, isso é tudo. Se você realmente refletir com sinceridade sobre o que acabei de te falar, terá encontrado o que veio buscar aqui.

Depois disso, toda vez que conheço uma nova pessoa, me pergunto se a estou observando através de minhas próprias expectativas ou se realmente a estou enxergando sob a lente da realidade.

E é por tudo que significaram para mim tão poucas palavras, que deixo alguns conselhos às amigas que me lêm:

Se você sente necessidade de ser reconhecida, tenha consciência que esta é uma carência sua e fique longe de pessoas egoístas, pois elas só vão te fazer sentir pior.

Pare de imaginar que se você for boa e fizer tudo para todo mundo, que terá o reconhecimento que tanto deseja. Na realidade, a única pessoa para quem você tem obrigação de ser boa é para si mesma.

Algumas mulheres têm a mania de serem as mães do mundo todo, inclusive do marido. Tenha consciência que isto não vai te render nenhum tipo de mérito. O ser humano nasceu para a autonomia, portanto, depois que alguém aprende a se virar sozinho, quer espaço, e quando as pessoas à sua volta decidirem bater asas, você vai se sentir abandonada e sem objetivos. E isso é natural, pois passou um tempo precioso de sua vida, no qual deveria estar empenhada em se desenvolver pessoal e espiritualmente, a cuidar dos outros.

E finalmente...

Ninguém é fonte de felicidade para outra pessoa. Claro que vivemos muitos momentos de felicidade junto com outras pessoas, mas não adianta o ambiente e as pessoas ao nosso redor estarem propícios a renderem momentos de felicidade quando estamos apodrecidos por dentro.

Os únicos responsáveis por nossa felicidade somos nós mesmos. Somente nós mesmos podemos nos permitir fazer de um entardecer, algo que aqueça nosso coração. Somente nós mesmos podemos nos sentir extasiados ao olhar pela primeira vez os olhos de um ser que acabamos de gerar. Somente nós mesmos podemos nos sentir mais humanos ao arrancar um sorriso sincero do necessitado a quem acabamos de estender a mão. Somente nós mesmos somos capazes de pintar o quadro da vida com cores mais belas...
Carmem L Marcos
Enviado por Carmem L Marcos em 15/06/2007


Comentários