Áudios

Soneto III
Data: 01/10/2012
Créditos:
Texto: Carmem L Marcos (© Maria Eugênia)
Voz: Carmem L Marcos
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar: autoria de Carmem L Marcos - www.feminaliterata.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Soneto III

Tu, és o doce amor dos olhos meus...
Chuva mansa que molha os meus campos,
vida que se faz aos teus olhos mansos.
Bálsamo! Para os meus sonhos ateus.

Mesmo que eu humilde ore a Deus,
a vontade sucumbe aos teus encantos
e meus olhos, se tornam rios de prantos
ante a dura idéia do adeus.

Não existes! Cansaram de dizer.
A esperança pensei em esquecer
e teus olhos, deixar de procurar.

Mas se a vida tentar te esconder
tu és hoje e sempre irás ser,
o único que eu desejo amar.
Enviado por Carmem L Marcos em 06/02/2012

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar: autoria de Carmem L Marcos - www.feminaliterata.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários