A mente habilidosa faz da palavra arte. E para além do vulgar faz do texto obra estética, às vezes densa, em outras sutil quase etérea. Imita a realidade criando dela uma outra, fantástica, que só adentra quem possui a chave.

Imagem do cabeçalho: guldfisken/flickr